CiênciaCoronavirusNotícias

Brasil pode obter 80 milhões de doses da vacina de Oxford até fevereiro de 2021

A vacina contra a COVID-19 está cada vez mais perto de fazer parte da nossa realidade. Na última segunda-feira (23), os representantes de Oxford e da AstraZeneca se reuniram com Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para pedir autorização para o uso emergencial do imunizante no Brasil.

Já nesta terça-feira (24), uma fonte próxima aos parceiros privados que estão desenvolvendo a vacina revelou um acordo para que 80 milhões de doses da vacina de Oxford sejam distribuídas no Brasil entre janeiro e fevereiro.

De acordo com essa fonte, mencionada pela Veja, caso a fábrica que está sendo construída não fique pronta a tempo para entregar este volume, as doses serão importadas. Basicamente, 40 milhões de doses chegarão no início de janeiro e outras 40 milhões em fevereiro. Profissionais de saúde, grupos de risco e professores serão os primeiros a receber o imunizante.

A expectativa é que até dezembro, tanto a vacina de Oxford quanto a chinesa Coronavac, desenvolvida com o Instituto Butantan, já estejam aprovadas pela Anvisa, e que o volume de doses da vacina de Oxford se some às 46 milhões de doses da Coronavac, o que poderia imunizar até 63 milhões de brasileiros.

Fonte: Canaltech
Foto: Reprodução/Internet

 

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar