Foto: Reprodução

O auxílio emergencial liberado para 2021 foi dividido em quatro parcelas, sendo pagas nos meses de abril, maio, junho e julho. O valor concedido na nova rodada varia conforme a estrutura familiar.

Com isso, o pagamento será da seguinte forma: R R$150 os cidadãos que moram sozinhos, R$ 250 as famílias com dois ou mais membros e, R$ 375 para famílias monoparentais chefiadas por mães solteiras.

No entanto, na última semana, o Governo federal confirmou a prorrogação do benefício por mais três meses. Sendo assim, os beneficiários devem receber até o mês de outubro, quando toda população brasileira acima de 18 anos deve estar vacinada com a primeira dose contra a Covid-19, segundo a equipe da Saúde.

Com isso, os grupos atendidos serão beneficiados com sete parcelas do auxílio emergencial. Atualmente, o programa gasta R$ 9 bilhões a cada parcela, considerando a três adicionais o Governo deve utilizar mais R$ 27 bilhões dos cofres públicos.

Quem terá direito a prorrogação

A princípio, todos que já estão recebendo o benefício terão direito a prorrogação do auxílio emergencial. Mas para isso, eles precisam continuar se enquadrando nos critérios de concessão, que são:

  • Ter sido contemplado pelo auxílio emergencial em 2020;
  • Ser segurado do Bolsa Família;
  • Ter renda mensal familiar de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550) e;
  • Ter mais de 18 anos, exceto no caso de mães adolescentes.

Não podendo receber o auxílio pessoas que se encaixam nos seguintes aspectos:

  • Trabalhador ativo com carteira assinada;
  • Beneficiário previdenciário, assistencial, trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e do abono salarial do PIS/Pasep;
  • Quem recebeu em 2019, rendimentos tributáveis (como salário e aposentadoria) acima de R$ 28.559,70;
  • Quem possuía em 2019, patrimônio superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro;
  • Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil em 2019;
  • Detendo em regime fechado e beneficiário do auxílio-reclusão;
  • Quem foi incluído, em 2019, como dependente na declaração do Imposto de Renda na condição de cônjuge, filho ou enteado de até 21 anos (caso geral) ou até 24 anos (matriculado em instituição de ensino superior ou de ensino técnico médio, ou companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou com o qual conviva há mais de cinco anos;
  • Quem for dado como morto no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (SIRC) ou no Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi);
  • Quem tem CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza;
  • Quem teve o auxílio emergencial cancelado em 2020;
  • Quem não movimentou os benefícios do auxílio emergencial em 2020;
  • Estagiários, residentes médicos, residentes multiprofissionais ou beneficiários de bolsas de estudo concedidas em nível municipal, estadual ou federal.

Calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021

Até o momento só foram disponibilizadas as datas das parcelas de pessoas que são do programa Bolsa Família. Confira.

Número final do NIS 4ª parcela 5ª parcela 6ª parcela 7ª parcela
NIS 1 19 de julho 18 de agosto 17 de setembro 18 de outubro
NIS 2 20 de julho 19 de agosto 20 de setembro 19 de outubro
NIS 3 21 de julho 20 de agosto 21 de setembro 20 de outubro
NIS 4 22 de julho 23 de agosto 22 de setembro 21 de outubro
NIS 5 23 de julho 24 de agosto 23 de setembro 22 de outubro
NIS 6 26 de julho 25 de agosto 24 de setembro 25 de outubro
NIS 7 27 de julho 26 de agosto 27 de setembro 26 de outubro
NIS 8 28 de julho 27 de agosto 28 de setembro 27 de outubro
NIS 9 29 de julho 30 de agosto 29 de setembro 28 de outubro
NIS 0 30 de julho 31 de agosto 30 de setembro 29 de outubro

 

Calendário da 4º parcela do grupo geral

Nascidos em: Depósitos Saques
Janeiro 23 de julho 13 de agosto
Fevereiro 25 de julho 17 de agosto
Março 28 de julho 19 de agosto
Abril 1º de agosto 23 de agosto
Maio 3 de agosto 25 de agosto
Junho 5 de agosto 27 de agosto
Julho 8 de agosto 30 de agosto
Agosto 11 de agosto 1º de setembro
Setembro 15 de agosto 3 de setembro
Outubro 18 de agosto 6 de setembro
Novembro 20 de agosto 8 de setembro
Dezembro 22 de agosto 10 de setembro