CulturaEventos

Artista plástico cearense expõe obras em Manhattan a convite da curadora internacional Alcinda Saphira

Saphira já foi responsável pela curadoria de exposições de Frida Kahlo, Salvador Dali, Jackson Pollock, entre outros artistas renomados

O artista plástico cearense Juca Máximo expõe pela terceira vez em Nova York apenas neste ano, desta vez à convite da curadora internacional Alcinda Saphira.

Algumas obras de Juca já haviam embarcado para NY em abril e julho e, agora, os quadros Portrait Colors V e Retalhos II foram escolhidos pela profissional para integrarem a exposição “The mirror reflecting” na Saphira & Ventura Gallery, em Manhattan, de 14 a 25 de novembro. Alcinda Saphira já fez a curadoria de exposições de artistas como Frida Kahlo, Andy Warhol, Salvador Dalí, Jackson Pollock e Keith Haring.

Portrait Colors V e Retalhos II são pinturas acrílicas sobre tela e foram vencedoras dos prêmios Displate e Ello nos Estados Unidos no início de 2019. As infogravuras de ambos os quadros estão disponíveis para o público na loja de Juca Máximo, impressas em UV sobre telas, numeradas, assinadas e emolduradas exatamente como as originais, com certificado de autenticidade e respectiva numeração.

Mais sobre Juca Máximo

Juca é hoje o cearense que mais esteve na revista Archive, com 9 peças publicadas no periódico austríaco, uma das publicações mais conceituadas e aclamadas por ilustradores e publicitários do mundo. Foi também classificado entre os 200 Best Illustrator Worldwide 18/19, tendo seus trabalhos considerados como tendência durante dois anos.

Também teve obras expostas na International Gallery of Arts, em Toronto, no Canadá, onde as peças Expressionism 1 e Expressionism 2 foram premiadas no festival “Art of humanity”; finalista no Jackson Jopp em Londres; Campeão do Prêmio Displate/Ello e Daylighted nos EUA e top 4 da América Latina pela AdForum.us. Expôs as primeiras esculturas na Casacor Ceará 2019 e, entre elas, a primeira divisória artística de que se tem conhecimento no mundo.

Foto: Divulgação

Tags
Exibir Mais

Edinaele Santos

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar