Alerta para Covid: 54 municípios cearenses estão em alerta "alto" ou "altíssimo" para Covid-19 - Foto: Reprodução

No total de 54 municípios cearenses estão em nível de alerta “alto” ou “altíssimo”, é o que mostra os dados do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), coletados durantes as semanas epidemiológicas 43 e 44, entre o dia 24 de outubro e este sábado, 6 de novembro. Em relação aos outros municípios, 61 estão com classificação de risco “baixo” e 69 estão em alerta “moderado”, conforme definições elaboradas pela pasta de saúde estadual.

Cariri registra nove dos 19 municípios com nível de alerta altíssimo, incluindo as cidades de Juazeiro do Norte e Barbalha, com 278 mil e 55 mil habitantes, respectivamente, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Crato, segunda maior cidade da região, com 133 mil pessoas, está em nível de alerta moderado. Em julho deste ano, eram 121 cidades com alerta altíssimo no Estado.

A ocupação de leitos no Cariri é a maior entre as cinco regiões, de acordo com dados recolhidos neste domingo. Em relação aos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), há ocupação de 45,16% dos 61 equipamentos ativos. Já nas enfermarias, o número de leitos ocupados por pacientes com Covid-19 é equivalente a menos de 20% do total disponível. O Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, localizado em Barbalha e considerado referência na região, tem todos os seus 10 leitos de UTI adulto ocupados. Em Juazeiro do Norte, 49,7% da população completou o esquema vacinal, com duas doses ou dose única.

Após o Cariri, a macrorregião de Fortaleza aparece como a segunda com maior número de ocupação de leitos. Na Capital, o Hospital Leonardo da Vinci (HELV) apresenta 11 dos 17 leitos de UTI ocupados, enquanto no Hospital São José dois de 20 leitos ativos estão com pacientes. No atendimento infantil, o Hospital Albert Sabin tem somente um leito de UTI desocupado, dos oito que estão ativos (87,5% de ocupação), enquanto na enfermaria são 19 leitos ocupados de 25 ativos. No total, a Cidade apresenta 46,43% de ocupação de UTIs e 67,65% de enfermarias.

Considerando todos os hospitais do Estado que atendem Covid-19, das esferas pública e privada, há 39,81% de ocupação de leitos de UTI e 35,84% de enfermarias. No total, 22 pacientes aguardam transferência para leitos no Estado, sendo quatro que esperam uma vaga em UTIs e 18 em enfermarias. Fortaleza (5), Sobral (2) e Juazeiro do Norte (2) são as cidades com maior número de solicitações por leitos.

Até este domingo, 24.503 cearenses morreram por Covid-19 desde o início da pandemia, de acordo com dados desta manhã do IntegraSUS. No total, foram mais de 944 mil casos da doença confirmados e 15,4 mil que seguem em investigação no Estado. Em outubro deste ano, as mortes por Covid-19 caíram 85% em relação ao mesmo mês do ano passado — passando de 355 para 54 registros.

VACINAÇÃO NO ESTADO

Ainda assim, o Ceará apresenta o maior percentual de população totalmente imunizada contra a Covid-19 de todos os estados do Nordeste. Os dados foram reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa, a partir de informações das secretarias estaduais de Saúde.

De acordo com o consórcio, 55,32% da população cearense já recebeu as duas doses ou a dose única de imunizantes, o que significa dizer que estão totalmente vacinados. Se forem considerados os números apenas das primeiras doses aplicadas, o índice sobe para 70,58%.

Os números do consórcio mostram também que estado é o oitavo que mais vacinou a população. Fica atrás de São Paulo (69,46%), Mato Grosso do Sul (65,13%), Rio Grande do Sul (61,88%), Paraná (59,55%), Espírito Santo (56,29%), Distrito Federal (56,01%) e Minas Gerais (55,76%).

Fontes: O Povo | G1 CE | IntegraSUS