O isolamento social que serviu como modelo para países que combatem a Covid-19 no mundo acabou depois de 11 semanas, as autoridades da China passaram a permitir, nesta terça-feira (7) que os moradores de Wuhan possam sair e entrar na cidade pela primeira vez desde o início da pandemia.

Os 11 milhões de residentes podem sair sem autorização especial, mas precisam ter um aplicativo de telefone que carrega dados a respeito de sua saúde e de controle de seus movimentos, para checar se eles não estiveram em contato com uma pessoa infectada.

Houve um espetáculo de luzes para marcar a ocasião.

As pontes, túneis e outas vias da cidade tiveram trânsito, e centenas de pessoas tomaram trens e pegaram voos para sair da cidade.

Foto: Reprodução