Educação

5 dicas para se dar bem na prova de Língua Portuguesa no Enem

Se você é um dos participantes que vai fazer o Enem, provavelmente tem uma série de assuntos que ainda precisa estudar. E a Língua Portuguesa é a principal matéria da prova de Linguagens e Códigos do Enem, com cerca de 63% das questões.

É comum que estudantes considerem a prova de Linguagens a mais cansativa do Enem, devido aos longos textos que antecedem as perguntas. No entanto, resolver essas questões não é nenhum bicho de sete cabeças. 

Dicas de como estudar para a prova de Português do Enem: 

  1. Estude interpretação de texto

A interpretação de textos é uma grande aliada não somente para ter um bom desempenho em português no Enem, mas também para melhorar sua pontuação em todas as áreas do conhecimento que são exigidas no exame.

Além de facilitar na hora de entender os enunciados das questões, a habilidade de interpretar é a maior colaboradora que você pode ter para encontrar informações relevantes nos textos, compreender a proposta de redação e, inclusive, pode ser útil quando você estiver em dúvida entre alternativas e precisa eliminar uma delas.

  1. Revise provas anteriores

Conhecer a estrutura da prova do Enem e a forma como os conteúdos são cobrados ajuda muito no momento de organizar os estudos. Uma maneira para isso é ler as provas anteriores com atenção, ver como o exame trabalha com as diferentes áreas de Linguagens e como a interdisciplinaridade é abordada.

A prova de Linguagens é bem grande e o tempo não permite várias leituras superficiais, por isso é importante ler com atenção cada texto e enunciado para que não seja necessário lê-los novamente.

  1. Crie o hábito de leitura 

Não tem jeito: a leitura precisa entrar na sua rotina quanto antes! E se você não sabe por qual motivo ela é tão importante, a verdade é que existem várias razões para começar a ler um pouco todos os dias.

A primeira delas é que isso vai facilitar a sua vida quando você se deparar com os textos das questões. Cá entre nós, é muito mais fácil lidar com algo quando você tem a prática, concorda? Por isso, leia mais e evite o risco de dormir no segundo parágrafo da primeira questão da prova.

Além disso, outro benefício da leitura é o aumento do vocabulário. Sabe quando você vê um exercício e não consegue resolver simplesmente por não conhecer uma palavrinha ou outra? Isso acontece com muita frequência com quem não costuma conhecer palavras novas.

Porém, quando você se torna um leitor dedicado, o seu vocabulário passa a ser cada vez maior. Com isso, você aprende o significado de termos que não fazem parte do seu cotidiano, mas que podem fazer parte do enunciado de uma questão do Enem.

  1. Estudar os assuntos que mais cai na prova

As questões do Enem mudam anualmente, mas é possível saber o que estudar para a prova de Linguagens com base nos temas mais recorrentes ao longo das edições do exame.

  • Interpretação de texto: Está presente em todas as disciplinas do Enem. O exame exige a leitura atenta dos textos de apoio, enunciados e alternativas. É comum que a resposta esteja inserida na própria pergunta, exigindo que o participante saiba extrair do comando da questão a resposta esperada.
  • Gêneros textuais: São vários e mudam ao longo dos anos, já que nascem da necessidade comunicativa da sociedade. O Enem aborda esse tema com charges, gráficos, publicidades, quadros, histórias em quadrinhos e várias outras formas.
  • Funções da linguagem: O estudante precisa conhecer os elementos da comunicação e as funções que a linguagem possui. São elas: função referencial, conativa, fática, poética, emotiva e metalinguística.
  • Norma culta e popular: A matriz do Enem exige a compreensão e identificação dos diferentes dialetos presentes na língua portuguesa e explora isso em suas questões. Já a redação deve ser escrita na norma culta.
  • Estilos literários: A literatura brasileira sempre está presente no Enem, e o estudante precisa ter conhecimento sobre os principais estilos literários. Machado de Assis está entre os autores que sempre caem no exame, e o estilo mais recorrente é o modernismo.
  • Figuras de linguagem: Reconhecer as figuras de linguagem nas provas do Enem é fundamental para se sair bem. Tais recursos estilísticos dão personalidade e expressividade aos textos.
  1. Peça que corrijam suas redações

A redação não faz parte da prova de Linguagens e Códigos do Enem, mas é aplicada no mesmo dia e requer um bom domínio da língua portuguesa. Ao praticar a redação do Enem, o estudante automaticamente adquire repertório para as questões de Linguagens.

Por ser a única parte discursiva da prova, a redação é o momento em que o estudante terá que mostrar seu conhecimento, domínio da norma-padrão da língua portuguesa, bem como capacidade de análise e argumentação.

Faça pelo menos uma redação por semana e busque temas que envolvem problemas sociais, ambientais e econômicos do Brasil. Ler notícias de diferentes sites também te ajuda a adquirir repertório para a prova.

Tags
Exibir Mais

Sofia Alves

Técnica em Produção de Moda, Criadora de Contéudo, 18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar