Foto/Reprodução: Internet

As principais características que definem o Carnaval são festas, blocos de rua e folia. Neste ano de 2021, estas características dão lugar ao empenho para diminuir os riscos de contaminação do novo coronavírus.

Desse modo, os vendedores ambulantes, que durante este período tinham uma oportunidade de obter renda extra, estão entre os principais prejudicados com o cancelamento das festividades. Pensando nisso, as empresas Ambev e Zé Delivery se uniram para criar a plataforma “Ajude um Ambulante”, um movimento para apoiar os vendedores com um auxílio financeiro de até R$ 255.

Os vendedores que desejam participar, precisam realizar o cadastro no site do projeto e apresentar um documento que comprove que já foi ou é ambulante. Após serem aprovados, o vendedor recebe o valor de R$ 150 e, também, um código para distribuir a consumidores, podendo receber R$ 5 a cada vez que o código for utilizado no aplicativo Zé Delivery.

Cada ambulante poderá usar o código no máximo vinte vezes. A iniciativa espera ajudar cerca de 20 mil trabalhadores em todo o Brasil.

A Ambev explica que o projeto tem o objetivo de mitigar o impacto, além de convidar os ambulantes a vender cerveja para que as pessoas curtam o Carnaval em suas casas.

“O nosso papel é apoiar o País no combate à pandemia e, por isso, estamos movendo todos os nossos esforços para migrar o Carnaval das ruas para a casa dos consumidores, com o devido isolamento”, afirmou a Cervejaria.

A iniciativa ainda permite que, aqueles que fizerem um curso profissionalizante sobre consumo responsável de álcool, disponível na própria plataforma, vão receber R$ 5 extras.

“Os ambulantes sempre estiveram com a gente e com os nossos consumidores nos Carnavais e esse ano não podia ser diferente. Estamos muito felizes de poder ajudar quem sempre fez parte do nosso ecossistema”, comenta Jean Jereissati.