Foto/Reprodução: Internet

Nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, o “toque de recolher” entrou em vigor nos 184 municípios do Ceará. A medida permite o fluxo de pessoas e veículos apenas para serviços essenciais. A restrição é entre 22h e às 5h do dia seguinte e é estabelecida pelo decreto nº 33.936, assinado na noite de quarta-feira, 17, pelo governador Camilo Santana. A medida é válida até dia 28 de fevereiro, data que encerra o atual decreto.

Desse modo, estão permitidos circular em ruas e espaços públicos durante o “toque de recolher” usuários e funcionários dos seguintes segmentos:

  • Serviços públicos essenciais;
  • Farmácias;
  • Indústria;
  • supermercados/congêneres;
  • Postos de combustíveis;
  • Hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos
  • e veterinários de emergência;
  • Laboratórios de análises clínicas;
  • Segurança privada;
  • Imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
  • Funerárias.

Segundo informações, Flávio Ataliba, secretário de planejamento do Ceará também acrescentou que motoristas de transporte por aplicativo e taxistas não serão afetados pela regra sanitária.

“Reforço o espírito do decreto, que é garantir o emprego das pessoas, o máximo possível. Então, motoristas de aplicativo, que estejam regularmente funcionando, táxi… tudo continua como serviço essencial a partir de 22h”, afirmou.

Entenda as novas medidas restritivas para conter o aumento de casos da 2° onda de Covid 19 no Ceará: