Foto: Reprodução

Os calouros da Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo convenceram celebridades e políticos a gravar vídeos de apoio às turmas após mal-entendido sobre as regras de uma competição entre as salas da faculdade.

As mensagens de personalidades como as do ex-juiz Sérgio Moro, do deputado federal Rodrigo Maia, da apresentadora Xuxa Meneghel e do humorista Fábio Porchat viralizaram nas redes sociais nesta quinta-feira (25).

O Diretório Acadêmico Getúlio Vargas (DAGV) realiza, todos os anos, uma gincana entre as salas na qual os calouros devem pedir a estudantes integrantes do conselho de torcida da universidade a gravação de vídeos de apoio.

São cinco alunos “celebridades” que fazem parte do conselho, e a turma de calouros que conseguir o endosso de mais conselheiros ganha a prova, segundo Marco Koblinsky, presidente do DAGV.

No entanto, a brincadeira chamada “prova da cúpula” foi mal compreendida pelos novatos neste ano. Eles passaram a pedir vídeos de apoio às suas salas para celebridades de verdade, explicou Yumi Sakamoto, diretora de projetos do DAGV.

Em sua conta, a estudante Mariana Parik postou mensagens de apoio gravadas por políticos como Sérgio Moro, Rodrigo Maia, João Amoedo, Alexandre Frota, Arthur do Val e Marco Feliciano.

 

“Para a turma de calouros da FGV. Turma AE4, façam um bom curso, estou apoiando vocês na gincana”, disse Sérgio Moro.

Apresentadores de TV como Xuxa, Angélica, Milton Neves, Otaviano Costa e Zeca Camargo, além de atletas e ex-atletas como Rubens Barrichello, Cafu, Luizão, Aloísio Chulapa e Falcão, também enviaram vídeos para a gincana.

Há até vídeos em inglês enviados por atores como Adrian Grenier, que ficou conhecido no papel de Andy no filme “O Diabo Veste Prada”, e Ed O’Neill, que se notabilizou como Jay Pritchett na série “Modern Family”.

“Oi, todo mundo, meu nome é Ed O’neill, do programa Modern Family. Estou aqui para apoiar o time AE2 da GV”, disse o ator no vídeo.

Segundo o Diretório Acadêmico Getúlio Vargas (DAGV), participam da competição os novos estudantes dos cursos de administração de empresas, administração pública e economia. Neste ano, cerca de 500 alunos ingressaram nessas carreiras na FGV de São Paulo.

Mudança na prova

Organizadores da gincana, os alunos Marco Koblinsky e Yumi Sakamoto explicaram que a prova faz parte de uma semana de integração dos estudantes novos. As turmas ganham pontos por completar cada desafio.

O desafio no qual os vídeos foram enviados chama-se “Cúpula”.

“Nesse pedaço que fala do vídeo de alguma celebridade, alguns alunos interpretaram de forma errada e entenderam que eram celebridades no geral. Chegaram vídeos de famosos e a gente ficou sem saber muito bem o que fazer”, disse Yumi Sakamoto, organizadora da gincana.

Enunciado original da gincana de estudantes da FGV pedia vídeos de apoio gravados por conselheiros, que são estudantes mais velhos — Foto: Reprodução

Diante da enxurrada de vídeos de celebridades recebida, os organizadores decidiram adaptar as regras da prova para contemplar a confusão feita por alguns alunos.

“Na prova original eram 100 pontos pra cada vídeo de um aluno da cúpula, e outros 500 pontos bônus para a sala vencedora. A gente fez uma alteração, e agora valem 100 pontos para cada vídeo de famoso e 500 pontos para a sala que tiver vídeo de todos os cinco alunos da cúpula da torcida”, disse Tumi.

A gincana termina dia 5 de abril. Até lá, os organizadores continuarão recebendo os vídeos das turmas que participam da competição. Os membros do DAGV explicaram que não compartilham nenhum dos materiais recebidos, mas que alguns dos alunos participantes postaram os vídeos nas redes sociais.

Antes da pandemia, a turma que tivesse mais pontos no final da gincana participava de um churrasco oferecido pelo veteranos. No entanto, com as aulas à distância, os organizadores ainda estão estudando qual será o prêmio para a turma ganhadora.

Com informações de G1 SP