Foto/Reprodução: Internet

O governador Camilo Santana cancelou as festas de carnaval no Ceará e também o ponto facultativo dos servidores no período, para evitar a proliferação do novo coronavírus. Até então, o feriado neste ano estava programado para ocorrer no dia 16 de fevereiro.

Desse modo, segundo a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE), as lojas do comércio varejista de Fortaleza vão estar abertas para atendimento ao público durante o Carnaval. Será a primeira vez que o setor vai funcionar na segunda e na terça-feira do período carnavalesco em 87 anos.

A única possível coibição para a abertura do comércio no período, a convenção coletiva fechada com os trabalhadores ainda em novembro, foi resolvida através de um aditivo à convenção que permite o funcionamento na segunda e terça de Carnaval.

De acordo com Freitas Cordeiro, presidente da FCDL-CE, ficou  acordado que a segunda e a terça de Carnaval poderão ser compensadas pelos trabalhadores em qualquer outro dia do ano, a ser escolhido pelo empregador. Também há a opção do mesmo efetuar o pagamento dos dias trabalhados em dinheiro. “Estão todos querendo trabalhar”, diz Freitas.

O horário de funcionamento do comércio durante o carnaval, segundo o Sindilojas, será o definido pelo decreto estadual, que autoriza que serviços não essenciais em Fortaleza, como comércios, funcionem até as 20h.

O presidente da FCDL-CE, enxerga de maneira positiva a decisão de abrir o comércio no período do carnaval, uma vez que as perdas no período de fechamento do comércio em março do ano passado trouxeram muitos prejuízos.

 “É tudo o que nós precisamos. A meu ver, foi excelente, pois permite todo mundo trabalhar”, afirmou.

Como foi negociado?

O entrave para o funcionamento do comércio estava no acordo feito na Convenção Coletiva de Trabalho, que determina que os estabelecimentos não funcionariam de domingo a terça-feira de carnaval.

Por isso, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), pretendendo tornar possível a abertura dos comércios durante feriados, solicitou ao Governo do Estado do Ceará que os feriados do primeiro semestre deste ano sejam adiados para o segundo, e também pediu permissão para funcionar em feriados estaduais.

O pedido da CDL foi feito ao comitê de enfrentamento ao novo coronavírus do Governo do Estado do Ceará.

Na ocasião, o empresário Assis Cavalcante, presidente da CDL, alegou que a abertura das lojas em feriados tende a evitar aglomerações em praias e em outros pontos de lazer, já que as pessoas terão a opção de fazer compras em lojas.